João Ascenso

Concluiu em 2000 o curso do Instituto de Artes do Espetáculo. Integrou o elenco dos espetáculos “Arames e Solidão”, “Cenas Suburbanas”, “Espírito da Poesia”,  “Em cima das árvores”, “Paredes Meias”, “Daqui ninguém entra” e “Contos de Bordel”, entre outros. Integrou o elenco dos musicais da produtora Plano 6  entre 2003 e 2016.

No Cinema colaborou com os realizadores Frederico Weinholtz e Adriano Mendes.

Escreveu e encenou “A noite do choro pequeno”, “Seis… quase meia”, “Não há culpa”, “Paredes meias” (coautoria), “Contos de Bordel” (coencenação), “Um ano sem ti” e “Enigma” e “Vamos sonhar baixinho para não acordar ninguém”.

Adaptou “A Bela e o Monstro”, “A Bela Adormecida” e “As aventuras de Huckleberry Finn” para a Byfurcação Teatro e “João e o Pé de Feijão” para a Animateatro, companhia para a qual escreveu “Super-heróis”, “A caminho do saber” e “Num Farol”.

Encenou, entre outros, “Alice, o outro lado da história” para a Byfurcação Teatro e  “BOCAge – o mais honesto homem para amar” para a MagiAbrangente.

É sócio fundador e Diretor Artístico da Trópico de Artes Produções.

Miro Silveira

Iniciou o seu trabalho ligado à produção com o grupo de teatro “O Palco”, na Ilha de São Jorge. Em Lisboa, fez o curso de produção de espetáculos no Centro Cultural Kabuki, que concluiu em 2010. Colaborou com a Companhia de Teatro Mole&Erre.

Terminou a Licenciatura em Estudos Artísticos (Artes e Património) na Universidade Aberta em 2018. Desenvolve vários projetos ligados à divulgação cultural, em especial na área do Teatro.

É sócio fundador e Diretor de Produção da Trópico de Artes Produções.